sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

By night

Sabe o cuidado ? Aquele que sempre falo aqui ? Então, mais uma vez... Vamos lá.
Sinceramente, estou chegando à conclusão de que ou eu sou louca ou o mundo está louco. Do fundo da minha alma, hoje concluí que eu não posso ser desse mundo... E isso falando muito sério.
Uma coisa que nunca entendi é como alguém pode ser tão dissimulado a ponto de olhar nos olhos do outro e simplesmente ignorar que é um ser humano que está a sua frente, não parando para questionar se aquele ser tem sentimentos ou não. Tudo bem, sei que a resposta está na própria pergunta: é um ser dissimulado por isso consegue tão facilmente. Mas eu, na minha ingenuidade, não consigo entender. Acho que eu deveria aprender a ser dissimulada tb... Esta deve ser a solução para todos os meus problemas. Sinceridade hoje em dia é uma moeda fraca, um língua morta. Não está me trazendo maiores benefícios. Muito pelo contrário.
Eu sei que sou cheia de defeitos: sou louca, teimosa, mimada, anti-social... Mas olha, jamais - jamais mesmo - em sã consciência eu teria coragem de magoar alguém. Por isso penso várias vezes se minha atitude vai refletir no outro e principalmente: COMO VAI REFLETIR NO OUTRO. É uma pena que as pessoas não sejam mais assim. É uma pena mesmo.
Tanto rolo para dizer o quê ?
Pra dizer isso: que eu tô chocada com a humanidade. Chocada com a falta de capacidade de cuidar do outro, daquele outro que você cativou.
O texto é só um desabafo. Um modo de dizer aquilo que infelizmente não posso gritar. Porque se eu pudesse gritar o que vi hoje, perderia a voz. Mas se uma única pessoa me ouvisse, já teria sido suficiente...


Desculpem o texto descoordenado. São 5h35 da manhã, não dormi ainda e os pensamentos me fogem.... Ou melhor, a ordem me foge.
Espero q entendam.

... Cuide bem do seu amor, seja quem for...

3 comentários:

Marcia disse...

É, tb me pergunto onde foi parar isso... Tb tenho milhões de defeitos, mas tento ter cuidado com o outro, apesar de não raras vezes ser tratada como segunda opção. É f. mas é a vida... E que venham outros ventos, pra provar que estamos vivas!

Antonio disse...

odeio o seu blog!!!!!!!!

Elem disse...

hahahahaha!!
Seu dissimuladoooooooooo
hauhauahauahauha