quarta-feira, 28 de julho de 2010

To Jeff

Pois então... Sei que devo um texto para vocês sobre as férias e blá blá blá.... Mas também devo um texto para alguém... E por ordem de, ahn, prioridades, escolhi fazer o texto para o alguém primeiro. Sorry... rs
A primeira coisa que me vem à cabeça quando penso em você é: "you're so beautiful." E eu sinceramente, nem em português e nem em inglês, conseguiria descrever o quanto você é realmente lindo... E o mais incrível é que além de fisicamente lindo, você é educado, simpático, cavalheiro, inteligentíssimo, solidário, carinhoso e mais um milhão de coisas, que como disse antes, não conseguiria descrever. Mesmo sendo uma professora de português, ainda assim, me falta vocabulário para dizer o quanto você é especial.
Fico me perguntando o que você viu em mim. Desde o primeiro olhar pensei isso. E que olhar, aliás. Lembro-me de você sentadinho no meu lugar preferido enquanto eu, pra variar, via um filme jogada no sofá (do you understand "sofá"?? rs).
- Hey, Elem... Do you wanna a beer??
- Ok... Call him...
- Oh, no... no drink.
Pensei que eu tinha perdido uma excelente oportunidade de treinar o meu enferrujado inglês, mas você disse "Mas eu acompanho vocês..." Owww.... YOU SPEAK PORTUGUESE!! Fomos ver a lua, conversamos, contei as minhas teorias sobre Hitler, Saddam Hussein, Pica-pau e etc. E você? Você me contou que nasceu em Chicago. Que morou em Cabo Verde. Que ama a língua portuguesa. E que mora... no Iraque. Iraque??? PQP!! Dava pra morar num lugar um pouquinho mais perto?
- O Iraque é mais perto que a China... - você rebateu.
Uau. Agora sim, eu estou conformada (it's an irony)... Como se a China fosse logo ali... Ok. O problema aqui não é exatamente a distância. Digamos que o Iraque tem outros problemas que me assustam mais do que a localização geográfica... Mas, pensa comigo, imagine eu falando para a minha mãe:
- Oi, mãe... estava pensando... vou passar as férias de janeiro no Iraque. Sabe aquele país da guerra, dos homens-bomba, dos atentados... então, esse mesmo... What do you think??
Não, ela não ficará feliz. Mas quem se importa também. Era só uma conversa informal. Eu bebi cerveja, olhei a lua e você me olhou. E eu gelei com a perfeição, mais uma vez, do seu rosto. Voltamos para o hotel. Eu não queria subir. Queria conversar mais com você... saber do tempo, do espaço, da cotação do dólar.. anything. Ficamos juntinhos, conversando sobre coisas amenas, banalidades.
- Vou colocar num canal mais interessante... - eu disse, pois estava passando alguma coisa tosca com o Otávio Mesquita.
-Nada será mais interessante do que conversar com você...
Incrivelmente, e sabe-se Deus porquê, você também se encantou. Só tinha certeza de uma coisa: seu toque era incrivelmente agradável. Incrivelmente mesmo. O calor, tudo. Hora de dormir.
-Quais são os seus planos para amanhã?
Sim, eu tinha vários planos... precisava visitar a minha avó, precisava visitar uma amiga, precisava pôr em prática alguns planos, mas só consegui dizer:
-No plans. Não tenho nada programado para amanhã.
-Você quer sair, fazer algo?
Dia seguinte, nos encontramos às 10h28. Ok, você não estava atrasado e ainda tinha dois minutos de crédito. E depois de muitos passeios, almoço, sorvete e conversas sobre história do Brasil, chegamos ao hotel por volta das 18h.
-Você está cansada?
-Não...
-Você quer ir ao cinema?
-Adoraria...
Todo mundo sabe que eu odeio cinema. O filme era tolo, chato, mentiroso. Mas não importa... Mesmo você fazendo "shiiii!" para eu ficar quieta no cinema, foi legal. Mesmo a Cameron Dias estando velha, mesmo o Tom Cruise mentindo cada vez mais nas telonas, mesmo não vendo lógica no filme, eu gostei. Eu poderia dizer que estava "pagando pau" para você, mas acho que não te ensinei esta expressão... rs
Me deixou no hotel. "Vamos ver TV?" E quando eu quase desistia da ideia de beijar você, você me beijou. And was perfect. Prometi a mim mesma que não pensaria no depois. Você mora no Iraque. E Iraque não é PIRAQUÊ, como você gosta de dizer...
-Vamos tomar café da manhã juntos amanhã?
-Você vai acordar cedo?
-Sim. Te encontro às 9h.
Não, você não acordou. E eu esperei. Esperei. Esperei.
-Elem, ele não vai acordar... Ele nunca acorda cedo. Ele nunca toma café no hotel... Sempre acorda depois. Vem, coma alguma coisa... - disse a minha amiga camareira.
- Não, eu vou esperar.
Quase 11h você surgiu com a cara mais assustada do mundo. E mais amassada também. Mas lindo, como sempre.
-I'm sorry.... Você tem fome??
-Siiiiim...
Acho engraçado você dizer "você tem fome" ou "eu tenho fome", mas não quis te falar isso... Ficava bonitinho quando era você dizendo... rs. Tomamos café na rua e finalmente pude estar em seus braços novamente... Mesmo sabendo que você iria embora dentro de poucas horas. E eu, sinceramente, não queria pensar nisso.
14h. Por que será que o tempo passa tão rápido quando estou com você ? Você precisava ir. E como disse o Joriam "It's so hard". Oh, yes... it's so so so hard. Abracei você, ouvi sua promessa e não disse nada. I kissed you. Você se foi. Subi para o meu quarto... Deitei na cama e pensei em cada detalhe do seu rosto, e em cada palavra dita, e em cada momento que passamos juntos. Você se foi.
Enfim... Quero te dizer umas coisas então...
Three days. Forty hours.
Amazing. Wonderfull. Perfect. And I'm not afraid to say you how much was wonderful.... And I'll never ever forget you... Aaaaand, I'll wait for you.
E, ahn, em português:
Não se esqueça do nosso beijo, ok???? rs
Um beijo imenso e demorado...
Love...
Elaine

7 comentários:

Maria Luiza disse...

Meu Deus prof, que texto mais lindo, que homem mais fofo! Ai ai, qualquer uma queria um assim... Uma experiência assim... Hahaha.
Espero que você tenha aproveitado tuuuuudo, hehe.
Bom... Está maravilhoso o seu texto, como sempre.
Boas férias, beijos.

Rafaela disse...

Ai, Senhor. Já vi tudo...
Assunto para o resto do ano...rs
Iraque, Elaine? Nem vendendo o carro, amiga...ehehehe
Fico feliz que tenha aproveitado beeeeem as férias.
Bjoks e até a volta!

monike disse...

Sinceramente mesmo?? LINDA E CURTA HISTORIA DE AMOR!!! Nossa que homem PERFEITO, e eu que achava que homens assin nao existiam mais no mundo. LINDOO, PERFEITO, AMEI *-*`

Anônimo disse...

Só tenho uma coisa a dizer: CARACA!!!!! ou talvez Godddddddd!!!!
hahahaha
beijos
Vivi Eyng
(ah... sim! hoje eu resolvi ler e postar comentários... rsrsrsrs)

Roberta Alves disse...

é amiga...que história linda de amor !a única coisa ruim que ele foi embora e sua vida não foi um filme com final feliz que o principe volta para pedir em casamento sua amda !
é amiga não foi dessa vez,mais vc foi feliz enquanto durou...

Elem disse...

E a Roberta está de prova do quanto ele é lindo... ela o viu!!! rsrsrrs

Beijoo

Elem disse...

E isso que eu nem escrevi sobre a velhinha que nos parou na rua para perguntar se éramos namorados - mesmo bem antes do primeiro beijo - e isso sem contar tb o camarada que estava passando e nos disse que éramos parecidos... que formávamos um lindo casal e que tínhamos nascido um para o outro....