segunda-feira, 23 de março de 2009

Mudanças

Conversas são sempre produtivas. Eu gosto de conversar. Gosto de falar sobre as coisas que me incomodam. E gosto que falem comigo também.
Sim, a nossa conversa foi muito esclarecedora. Mais uma vez você me convenceu a continuar do seu lado, mesmo tendo feito coisas erradas. Seja lá qual for o preço, escolhi mais uma vez permitir a sua presença na minha vida.
Você me pede para mudar e eu, que sempre fui consciente do meu estilo de vida, parei e pensei se realmente devo aceitar a mudança. Você citou várias coisas, vários exemplos do meu jeito "louco" e "desequilibrado" de ser. Me provou por A + B que estava certo e que eu ando realmente extrapolando com você. Acho que você tem razão e achei o nosso trato aceitável. A proposta foi boa. Eu posso ceder um pouco se você também ceder. Sendo assim, espero ficarmos no mesmo nível. Igualdade.
E aí, me pego pensando em todas as minhas falas anteriores sobre mudar por alguém. Nunca acreditei muito nesse tipo de mudança porque isso me lembra máscaras e eu não gosto de máscaras... Mas para não cair em contradição com tudo o que já foi dito, gostaria de lembrar que sempre deixei muito claro o quanto sou submissa... E acho que nesse momento é a minha submissão que está justificando o meu raciocínio. Isso sem contar o sentimento, claro.
Sei, amigos vão questionar o meu novo estilinho Sandy de ser. Aliás, ontem já ouvi questionamentos. Mas hoje - só posso responder por hoje, vivo um dia de cada vez - resolvi tentar. Se para estar ao seu lado preciso provar que tenho limites, eu aceito o desafio.
E obrigada por ter dado o primeiro passo junto comigo.
A... você.

2 comentários:

BAMBANTY disse...

È... o amor tem feito coisas que até mesmo Zeus duvida, né Sandy?
BEIJOmeLIGA...

Eu sou a Fabiana Carneiro, disse...

Estilinho Sandy de ser??? Elem, preciso de reencontrar logo, senão não mais reconheceer-te-ei... rsrs