domingo, 17 de outubro de 2010

Confuso. Mto confuso.

Existe um filme chamado Cidade dos Anjos... e eu gosto mto desse filme. Apesar de ele ter um final trágico e ser um filme mto antigo, eu continuo gostando muito dele. Já vi várias vezes e confesso que todas as vezes que vi, chorei. Geralmente, o filme terminava e eu continuava chorando na frente da TV... Pra quem não conhece, é a história de um anjo que abre mão de sua vida celestial para tornar-se um humano.

Hoje fiquei pensando sobre isso. Na realidade, o filme nos conta que os anjos invejam os homens por uma coisa que achamos meio óbvia: os anjos nos invejam porque nós, os humanos, temos a capacidade de sentir. Sentimos o calor do sol, sentimos o gosto dos alimentos, sentimos a brisa, sentimos o amor. Não, os anjos não sentem nada disso... e por isso eles nos invejam. No filme, o anjo Seth se apaixona pela médica Maggie e por isso desiste da sua imortalidade para viver esse amor. Mesmo não sendo compreendido pelos seus semelhantes, ele segue em frente porque acredita que por amor tudo vale a pena, que sentir vale a pena, acima de tudo. E é justamente sobre isso que eu andei pensando no final de semana...

Eu também acho que por amor tudo vale a pena. Mas sabe o que tem me deixado muito triste? A falta de capacidade de amar. A minha e a dos outros. Começando por mim... Sabe há quantos anos eu não digo para alguém "eu te amo" ?? Vários anos. Vários mesmo. E não que eu queira esconder o sentimento, mas simplesmente porque ele não existe em mim há tempos. E por motivos diferentes... Primeiro porque demorei demais pra me livrar do amor antigo e depois que me livrei, tornou-se quase impossível deixar que outro amor entrasse. Depois porque fiquei mto tempo sem acreditar no amor; para mim, "amar" ficou ligado intimamente a sofrer e/ou frustrar-me. Depois, porque eu descobri que as pessoas não merecem ser amadas, porque elas são más e porque elas mentem. Depois porque eu não achei mais alguém que realmente me fizesse pensar que ainda valha a pena. Enfim. Resultado disso tudo? Um enorme vazio dentro de mim. Um vazio que sim, também me faria desistir da imortalidade só pra sentir o que é o amor, no meu caso, novamente.

Hoje, nessa pós TPM, fiquei pensando no quanto me sinto oca, vazia e plástica por não ter nenhuma ponta desse sentimento dentro de mim. Senti uma saudade profunda de coisas que talvez nunca tenham existido... Senti saudades como se faltasse uma parte enorme do meu ser. Senti saudades de amar alguém. Saudade de dizer para alguém "eu te amo". Saudade de ser efetivamente humana. É muito estranho ser humana e não mais sentir. Não é o amor um sentimento genuinamente humano? Fiquei pensando que sou então um ser plastificado. Talvez, eu tenha perdido a capacidade de ser humana para me tornar um ser robô e nem saiba.

Odeio não morrer de amor. Odeio não sentir nada, absolutamente nada. Odeio não ter perspectivas, principalmente porque os outros também parecem ter perdido essa capacidade. Estou de saco cheio de esperar por uma coisa que não chega nunca. Cansada de forçar sentimentos e vê-los morrer em duas semanas por falta de água, por falta de cuidado, por falta de trato. Cansada de mais de tudo isso. Cansada de fantasiar e saber que no fundo é só ilusão, só cenário. Cansada de virar as costas e mandar pastar porque sei que não é o que quero mesmo. Cansada da minha incapacidade de confiar nas pessoas. Cansada de gente que não joga limpo. Cansada de ficar como um cachorrinho abanando o rabo pro dono, esperando que ele venha brincar. Quero algo que eu queira de verdade. É simples assim. Algo que eu saiba que vale a pena lutar, algo que me faça perder o fôlego, o ar, o sentido, a razão. Deu pra entender? Difícil, muito difícil.

Será que alguém pode me dizer a hora em que saio de cena? Onde eu assino pra mudar de vida?? Será que preciso apenas me jogar rumo ao nada pra ganhar a capacidade novamente, assim como o Seth fez?? Ou será que só tenho uma chance por vida?? Se for, estou mais ferrada do que eu pensava... Será que alguém pode me ajudar?

13 comentários:

Adriene disse...

Pois é Elaine, a vida em si é confusa e qndo se trata do coração então...afff,acho q tudo fica ainda mais confuso.
Ficaria horas aqui tecendo minhas teorias sobre a questão: amar.
Uma delas q sou obrigada a acreditar sempre: Deus já direitinho nossos gostos e nossas carências.Lá de cima ele fica a filtrar o q realmente possa vir a fazer parte da nossa vida.
As vezes qndo ele filtra acaba saindo errado, desta forma certas pessoas aparecem em nossas vidas e fazem com q a gente acredite q realmente desta vez tudo no qual sempre acreditamos fará sentido.Qndo demos por conta,tudo passou de ilusão e voltamos para aquele vazio e a pergunta: minha hora vai chegar?
Aí então Deus pensa: vou deixar ela/ele assim: só, porque na hora q a pessoa certa aparecer, vai ser realmente incrível e tudo q passou nem lembrado será.
Pensar assim faz bem,pode acreditar...heheh.

Anônimo disse...

Acho que devias se jogar mesmo. Para apenas experimentar.Se não der certo,desista, comece novamente,parta para outra, sem medo de errar.É normal vc achar que nunca vai encontrar um amor ideal, mas nao existe um amor certo, um amor perfeito, existe apenas um amor em que vc possa se "encaixar".
Quando parecer que esse "alguem" nunca chegara,relaxe menina,pois é apenas uma questão tempo ;)
Beijoos, te adoro.

Elem disse...

Quem será??

Anônimo disse...

Vc nem imagina quem é...

Anônimo disse...

Lendo seu texto lembrei exatamente como eu estava me sentindo há alguns meses... um cansaço enorme de viver uma vida sem muito sentido... um cansaço que parecia interminável. Passou um filminho na minha cabeça... passei algumas noites e dias me fazendo as mesmas perguntas... e uns me falavam "calma, um hora tudo muda, tudo melhora..." outros me diziam "espera, o que é seu está guardado"... e eu pensava: pqp! eu quero o que é meu!
Cada vez que ouvia um comentário assim ficava doida... porque geralmente são as pessoas que estão cheias de amor em suas vidas que nos dizem isso... ou então aquelas que estão na mesma situação, mas que são um pouco mais otimistas que a gente.

E eu? Continuava cansada de pular de galho em galho, de tentar enxergar algo que parecia não existir...

Mas amiga, eu te digo, um dia tudo muda sim... só que o nosso tempo não é o tempo do cara lá de cima mesmo! E este bendito tempo parece sempre interminável... porque a hora esperada nunca chega... até que um belo dia vc acorda e se dá conta... aconteceu!

Do nada conheci alguém (um dia te conto como foi), e esta pessoa entrou na minha vida de uma forma tão intensa que hoje tenho um amor que nem achei que seria capaz de ter novamente....e agora quase aos 4.0 estou eu... apaixonada, feliz e fazendo planos para o futuro.

A minha vida não é perfeita... nem os amores são perfeitos, mas tenha certeza de uma coisa: Esperar vale a pena! Vale sim!

Te desejo uma vida cheinha de amor... e que venha exatamente na hora que tiver que vir... porque acima de tudo tem que vir pra te fazer infinitamente feliz!
Vc merece!

É isso...

Beijos

Vivi Eyng

Rafaela disse...

Mais triste do que não dizer "eu te amo" há muito tempo é nunca ter amado e dito isso a alguém...
Lindo texto! Como sempre...

Elem disse...

Nem ideia. Fato.

Aline C. disse...

Você é totalmente diferente de seres plastificados.
Anjos não sentem o prazer de tomar banho de chuva, de comer algo prazeroso, de ir ao cinema.
Tudo bem, eles não têm o perigo de perder o emprego, de ser atropelado, essas coisas.
Anjos são imunes à tudo isso, e será que vale a pena? Vale a pena ser anjo e se teletransportar, ler pensamentos eu será que vale a pena viver?
Anjos não morrem, o ser humano sim.
Anjos amam, seres humanos também.
Cada um tem seu jeito de representar o amor, até não o representando.
Cada qual é cada qual Elaine.

Quem saiba, todos nós temos nosso lado inacessível, nosso lado robô.
Às vezes podem ser visíveis ou às vezes não.

"Cada qual sabe amar a seu modo; o modo, pouco importa; o essencial é que saiba amar." (Machado de Assis)

Boa semana.
e...
eu te amo.
beijos

Anônimo disse...

Que estranho aquele anônimo hein... Tenho meus palpites sobre quem é. Mas sobre o texto... Adorei, adorei mesmo! Muito lindo, mas como todos disseram: sua hora vai chegar. Por mais que demore, vai chegar prof. Principalmente por você ser uma pessoa maravilhosa, super inteligente e divertida. Sabes que desejo tudo do melhor para você né? És uma ótima professora e uma ótima amiga!
Beijoss.

Maria Luiza, 901.

Covinhas disse...

Ah, bem melhor seria
Poder viver em paz
Sem ter que sofrer
Sem ter que chorar
Sem ter que querer
Sem ter que se dar

Mas tem que sofrer
Mas tem que chorar
Mas tem que querer
Pra poder amar

Ah, mundo enganador
Paz não quer mais dizer amor

Ah, não existe coisa mais triste que ter paz
E se arrepender, e se conformar
E se proteger de um amor a mais

O tempo de amor
É tempo de dor
O tempo de paz
Não faz nem desfaz

Ah, que não seja meu
O mundo onde o amor morreu

Ah, não existe coisa mais triste que ter paz
E se arrepender, e se conformar
E se proteger de um amor a mais

Daniel Savedra disse...

Também gosto desse filme, principalmente o momento em que ele descreve o sabor e as sensações de comer uma pera, simplesmente muito bom.
Mas, vamos lá.
Pensei: o que um homem teria para falar um espaço tão feminino? Primeiro que acredito que a busca de um amor não é exclusividade feminina, mas do ser humano. Segundo: que ao sermos todos humanos estamos no mesmo barco no que diz respeito as reflexões que surgem com a frustração nessa busca. Portanto, concluo, que o fato é encontrarmos histórias que se complementem, pois todos estamos em busca, mas disputamos lugar nessa busca com o individualismo que surge dentro de nós depois das muitas frustrações.
Sei lá, mas é isso!

Elem disse...

Incrível como os textos sobre amor mexem com as pessoas.... Especialmente aqueles q vêm do fundo da alma, sem nenhuma pretensão... Obrigada pelos comentários.

Renata disse...

nao é o amor q eh complicado, somos nos q complicamos com as nossas paranoias de achar q tudo tem de ser perfeito, ou damos nosso amor a quem nao sabe amar... mas uma coisa é certa,qdo se ama tudo é diferente,como dizia renato russo" qdo se aprende a amar o mundo passa a ser seu" ele sabia do q tava falando, o amor tem isso, é uma felicidade q nao cabe dentro da gente, e isso a gente nao encontra em qualquer esquina.acho q so sabe quem ja viveu um amor, q encontrou nao o principe encantado mas, a pessoa q vc sempre procurou.com todos os defeitos de uma pessoa mas que vc ama com tudo q ela eh e com tudo q te faz sentir...eu tive a felicidade de sentir isso, de encontrar em um alguem o q sempre busquei encontrar...e senti tb a dor de ver esse sonho acabar,do nada, so quem passa sabe o q se sente.. é uma vazio q nao cabe dentro da gente,é uma vontade de fugir da gente mesmo p nao ter de sentir como doi e como ficamos perdidos, eu to vivendo isso hoje, to buscando a cada dia tentar voltar ao meu normal se eh q isso eh possivel,rs
sinto tudo isso, na verdade ainda estou tentando me acostumar com a ideia do fim, aaaaaa o fim, eh sempre tragico p mim nao sei pq? rsr talvez pq depois de sentir a felicidade a gente nao se conforme com a tristeza nao se conforme com qualquer coisa ,mas o fato é q depois de uma desilusao, a gente se fecha,p mundo, p pessoas nao acredita mais em td q dizem, nem em aparencias mas independente de tudo isso ainda acredito q vale a pena acreditar no amor sim,q vale a pena amar, pq ele existe e sempre aparece qdo a gente menos espera. temos q apenas estar aberta p q ele nos encontre,e qdo ele aparecer vc vai sentir q achou o q estava procurando... eu ainda estou na luta pelo meu, um pouco ja cansada mas ainda na luta pq ele continua sendo td q eu quero se vai dar certo ou nao eu nao sei, mas como diz a musica "se chorei ou se sorri o importante eh q emoçoes eu vivi" e sei que vc vai encontrar o seu pq vc alem de merecer, é uma pessoa maravilhosa e nao eh q vc nao tenha amor, pelo contrario vc tem muito amor p dar, basta acreditar, nao nos outros mas em vc!! beijao