domingo, 31 de outubro de 2010

1º torraço 2011

E eis que eu, garota-carioca-suingue-sangue-bom, fui à praia... Depois de um longo e tenebroso inverno, pude finalmente pôr o biquininho, estender a canga na areia e tomar um solzinho. E em meio a cervejinhas, sanduíches e conversas fiadas sobre as beldades da praia, tomei um belo torraço. Comecei bem.

Como explicar isso? Como explicar que uma criatura nascida e criada nas praias do Rio de Janeiro - e adjacências - pôde simplesmente tomar um torrão e agora ficar parecendo um pimentão mal-feito? Pois é, não sei... talvez tenha sido a ansiedade em tomar sol, ou então a vontade tamanha de ganhar uma corzinha mais saudável que me fez esquecer que eu estava chegando na praia no pior horário - cheguei 13h30 - esquecer também que existe um tal buraco da camada de Ozônio que fica bem na direção da pacata cidade de Florianópolis, e esquecer completamente de uma coisa chamada protetor solar. Resultado? Adivinhem... Agora estou eu aqui, furta-cor, metade rosa, metade branca (só fiquei de frente), com uma marca gigantesca de um biquíni que não é o meu estilo (na correria, não achei a minha "cortininha-amiga" e tive que ir com um tomara-que-caia enoooorme) e além disso, com as coxas queimando de tão vermelhas.... Resumindo: estou ridícula. E ponto. Acho que estou mais do que ridícula: estou medonha.

Bom, já dizia a sábia Dona Bia, minha mãe: "Quem nunca comeu melado, quando come, se lambuza". E eu, seguindo a regra, me lambuzei. E agora estou aqui toda ferrada com as pernas ardendo e a barriga parecendo um sei lá o quê... Fiquei tanto tempo sem ver o sol, que quando vi, me empolguei... E o pior é pensar que o bendito protetor solar estava dentro da minha bolsa, ou seja, do meu ladinho... e eu não passei sei lá por quê - e nem vou tentar mentir pra vcs... não foi um mero esquecimento porque no rosto eu passei - pelo menos isso. Foi então relaxamento mesmo. Pronto, falei. Aff.

Bom.. fora isso... a praia estava perfeita. Os amigos, as risadas, as conversas fiadas e até as fotos. Só o que não era perfeito era aquela mulherada que surge no verão com aqueles corpos perfeitos e bronzeados, com aquelas bundas enormes e sem celulite... Fico me perguntando de onde elas surgem... Mas enfim, isso já é assunto para um oooooutro post que não esse. Agora, vocês me deem licença que preciso renovar minha camada de pós-sol... A que eu passei há 15min já foi tragada pela quentura do meu corpitcho.... rs

Beijos e boa semana para todos!
Fui

5 comentários:

LETICIA disse...

Figura!! Nem acredito que levasse torrão mesmo!!!

A praia estava mesmo uma delícia, cerveja, amigas e um belo dia de sol em Jurerê...

Sobre as beldades... Floripa é assim mesmo, já desapeguei.... mas "Nem toda feiticeira é corcunda, nem toda brasileira é bunda. Meu peito não é de silicone... sou mais macho que mto homem!!"

Vivi Eyng disse...

Só tenho uma coisa a dizer: Parabéns!!!!! hahahahaha

Sobre estas mulheres que surgem lindas, leves e soltas no verão tenho uma teoria: elas passam o inverno dormindo de molho em uma mistura de formol, acido retinóico, hialurônico, vitamina C e betacaroteno. hihihihi

E transformam a nossa praia (das meras mortais) nesta visão do inferno... hehehe

Bjoooo!

Dani Gomes disse...

Olá Elem,

Pimentão ou não, estou morrendo de inveja (branca) de você!

Amo praia, sou absolutamente maluca pelo RJ e não sei o que é uma marquinha de biquini há séculos...

Vida de "paulixta" não é fácil! rs

http://omundoparachamardemeu.blogspot.com/

Rafaela disse...

Amiga, eu sou revendedora da natura. Quando quiser um protetor, só me avisar...hehehe
Se cuida e compra um caladril, logo logo passa esse vermelhão...rs

Julio disse...

Hahahaha... só você mesma. Porque será que isso não me soa como algo que acontece todo ano sempre que você fica um bom tempo sem ir a praia? hehehehehehhehe

Por aqui São Pedro não dá tregua, 90% das vezes está chovendo no fim de semana e os poucos que o sol fica, estou viajando... :(

bjs, se cuida e manda um abraço pro povo daí.