quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Namoros na era moderna

E eis que finalmente entendi qual é o meu problema. Viva, viva!!
Sempre achei que para se namorar alguém, era preciso primeiramente se apaixonar por esse alguém. Mas hoje, depois de tantos rolos e histórias tortas que vivo, ouço e vejo, percebo que as pessoas normais - coisa que eu não sou - não se apaixonam e namoram. Elas simplesmente namoram. E ponto. Com sorte, muita sorte, se apaixonam depois.
Há poucos dias tinha um rapaz no meu pé, perturbando o meu frágil juízo. E eu lá pensando no que fazer para que ele entendesse que eu não gostava dele do mesmo jeito que ele gostava de mim. Ficava pensando em como dizer para ele que não ia rolar, que eu não queria namorá-lo, por mais que ele quisesse. Pois bem. Eis que hoje, exatamente hoje, esse cidadão me manda uma mensagem com o seguinte dizer: "não passarei o natal na sua casa porque vou passar com a minha namorada." Olhei a mensagem e apareceu aquele ponto de interrogação na minha cabeça. Maaaas, como eu sou ruim, respondi que ele poderia passar lá em casa juntamente com a "namorada", se assim o quisesse, afinal eu não me importaria nem um pouco. A minha mãe sim ficaria bem chateada se ele não aparecesse por lá...
Obviamente que respondi isso porque sou "malina". Óbvio que eu não o quero em minha casa com uma menina que eu nem sei quem é. Não por ele, entendam. Realmente não tenho o menor interesse nele.... Mas fiquei pensando... De onde ele tirou esse namorada? Do bolso ?? Até poucos dias atrás, essa criatura ficava falando um monte para mim e me enchendo (literalmente e em todos os sentidos) de mensagens e agora vem com esse papo de casa de namorada ?? Fala sério.
Com a ocorrência deste fato, foi simples achar qual é o meu grande problema: eu não namoro seres com os quais eu não esteja realmente envolvida. É isso. Por isso continuo solteira. E por que esse é o MEU problema ? Simples... acompanhem o raciocínio: pelo que tenho percebido, as pessoas não ligam mais para isso... parece que hoje em dia deseja-se apenas ter um(a) namorado(a), não importa quem seja essa pessoa, de onde venha, se tem cultura e gostos parecidos com os seus. O que realmente importa é ter um "namorando" no orkut e deu. E eu não sou assim. Aliás, estou longe, muito longe de ser assim. Eu já vinha pensando neste assunto desde sábado para falar a verdade, mas ler aquela mensagem hoje foi a gota d'água para que esse texto saísse.
Eu realmente não fico com qualquer um. Realmente não me relaciono com qualquer um. Realmente não namoro qualquer um. Para mim, antes de tudo tem que haver envolvimento emocional, depois vem o resto. Nunca, jamais a ordem inversa, entendem ? Que estranho perceber que hoje em dia não é mais esta a ordem natural das coisas... Para mim, que sou antiga, continua sendo tudo como antes: conheço alguém, admiro - já disse aqui o significado da palavra admirar, procurem - , reparo, observo, conheço, me apaixono, me envolvo, beijo. Pronto. Aí sim a coisa anda. Ou não. Gosto que seja assim, desta maneira antiquíssima. Não estou mais na fase de pegação e nem muito menos na fase do ficar por ficar. Menos ainda namorar com alguém que nada tenha a ver comigo ou que mal conheço só para dizer que tenho alguém "para chamar de meu". Ok, sou antiquada, admito. Sei também que vocês vão pensar que posso estar perdendo (viva o gerúndio!) grandes oportunidades na vida de conhecer ou encontrar alguém legal... mas pensem comigo: se aquele papo de "o que tiver que ser, será" for verdade, eu não conhecerei essa tal pessoa da mesma maneira ?? Custa então me deixar viver todos os momentos ?? Não gosto de queimar etapas. Nunca gostei...
Bom. Pra finalizar então esse texto escrito às pressas, deixo aqui o meu manifesto. Namorar é muito legal, mas dá para ser por sentimento e não apenas por conveniência ???? Continuarei esperando o meu príncipe encantado. E que antes de beijá-lo, eu o admire muito. E tenha muita, muita vontade de estar perto dele, nem que seja apenas para ouvi-lo contar histórias ou falar banalidades... Depois, e só depois, quando o primeiro beijo acontecer, que eu o delicie de todas as maneiras... como alguém que esperou muito tempo por aquele momento... Essa é a mágica. E é assim que eu quero que aconteça... Como sempre aconteceu. E fim. Ou não.... rsrs
Tá vendo aí, nem tudo ficou melhor com a modernidade... hehehehe
Beijos e até a próxima.

5 comentários:

Anônimo disse...

Mais uma vez tu arrebentou, amiga.
Tu conseguiu expressar exatamente aquilo que tento explicar para as pessoas que me fazem a mesma pergunta, milhares de vezes.
Beijos da amiga Rafa, que adora ler teus textos!

Elem disse...

Pois é, esse texto foi parido.... hehehehe
Tive q ir a uma lan house despejá-lo pq ele estava gritando na minha mente!!!
Q bom que gostou!

Beijoo

Aline disse...

Amei Bocheecha!
Nunca queimar etapas não é?? haha, beijos da sua ex-aluna que te ama demais, Aline

Anônimo disse...

Finalmente consegui ver seu blog, relutei um pouco, pois embora público, pra quem te conhece é extremamente íntimo e tem coisas que é melhor titia não saber.
Muito bom! Parabéns! vc escreve com a alma aberta, sem medo de botar para fora o que arde no peito.
Da titia direto das férias em cabo frio.

Julio disse...

Demorou pra entender como as coisas funcionam hein? Se tivesse me falado que sempre pensou em namorar só depois de se apaixonar eu já teria te explicado que não é bemmmmmm assim... heheheheh

bjs e se cuida. Fim de Janeiro estamos aí.