sexta-feira, 4 de junho de 2010

Sobre ontem

Amigas são realmente tudo de bom.

Todos sabem que não ando muito bem... estou com problemas que andam me tirando o sono e a saúde e justamente por isso tenho evitado - e muito - ver gente. Tenho preferido muitas vezes ficar só, dentro da minha concha, a sair e socializar. Afinal, não quero chatear ninguém com meus problemas e ultimamente anda difícil, muito difícil, não falar sobre eles.
Mas hoje me rendi. A mensagem “Mas vê se vai. Bjos” soou para mim como “você precisa sair de casa e melhorar esse ânimo”... Mesmo com uma vontade incrível de não ir, mesmo com a confusão da mudança de casa, mesmo com a chuvinha fria que insistia em me fazer ficar em casa, eu fui. E foi muito bom.
Encontrei minhas amigas, comi pão com nutella, ri das histórias antigas, chorei com os problemas atuais, ouvi conselhos, filosofei sobre homens, maridos, namorados, feios, bonitos e traição, vi fotos dos atuais, ex, futuros, futuros-ex, possíveis e impossíveis, ouvi boas notícias, enfim... descobri que amigas são assim... não importa se estamos bem ou mal, elas estão lá... para ouvir, para falar, para rir, para levantar o astral, para puxar a orelha, para dizer: “Olha, é normal... todo mundo passa por isso...” Ai, como foi bom.

Cheguei em casa agora com uma sensação boa na alma. Elas não me deram soluções, mas me apontaram caminhos e me fizeram esquecer, por algumas horas, todas as questões que vêm me tirando a paz nas últimas semanas... Como eu queria que os problemas sumissem para sempre, mas infelizmente eles não sumiram. Entretanto, tenho a compensação de saber que os laços verdadeiros da amizade sempre existirão, não importa o quão negra anda a minha aura, não importa o quão difícil seja o momento passado.

Meninas, obrigada por tudo. Se estamos todas passando por uma fase insensível ou não, eu não sei dizer... mas de uma coisa eu tenho certeza, vocês continuam sendo muito importantes para mim. Admiro o que há entre nós justamente pelas nossas diferenças e principalmente pelo respeito que existe, acima de tudo. Obrigada pela noite. Por essa de hoje e por todas as outras, passadas e futuras.

Um grande beijo a todos os meus amigos de verdade - que, graças a Deus, são muitos.
E que venha o final de semana de chuva e provas... rs

6 comentários:

Letícia disse...

Por isso que eu fico com a bela frase da Lilica que diz +/- assim:
"Não é esperar passar a tempestade. É aprender a dançar na chuva!"

Vamos lá...
Carpe diem!
bjs LeLeKa

Kerly disse...

O diliçaaa!!

Tem uma frase qeu tb diz assim... "TUdo passa, uva passa, ameixa passa, se não tudo muda Até surda muda..."

AH!! não podia perder de por essa frase né..

Abraço giganteee lindonaa

suellen nara disse...

quando eu saio de casa, sempre me acontece coisas boas. aí eu penso: nossa, ainda bem que eu saí!

beijo.

Aline Caramori disse...

Então aquilo que eu vi naquele pequeno recado não era coisa da minha cabeça. Caalma, no final dá tudo certo, eu também conto com isso!

Beijos, e estou sim com muitas saudades!
:*

Elem disse...

"nossa, ainda bem que eu saí!" rsrsrs

Anônimo disse...

Voltei a ser sensível! Tô chorando! rsrs...
Amiga: "tamo junto"! Na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, etc, etc e etc!
Beijo!
Lilica